Apoio a Produção Científica

Você está em:

   


A Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, através da Vice-Direção de Pesquisa e Inovação mantém contrato com a empresa Turnitin Netherlands BV (www.ephorus.com) para uso do software EPHORUS.

Este software, disponível hoje para todos os nossos servidores que o requisitam, e permite a avaliação da originalidade de textos científicos através de sua comparação com grandes bases de publicações, teses e dissertações nacionais e internacionais, inclusive o ARCA, assegurando qualidade à nossa produção.

Nossa assinatura vem sendo compartilhada também com os periódicos Cadernos de Saúde Pública (ENSP/Fiocruz) e revista Epidemiologia e Serviços de Saúde, do Ministério da Saúde (Ofício 9/2015/CGDEP/DEGEVS/SVS/MS) apoiando a qualidade e a ética naqueles veículos de grande importância para a Saúde Pública no Brasil.

A VDPI estimula fortemente todos os pesquisadores da ENSP adotarem esta prática, aproveitando a disponibilidade de uma ferramenta de grande alcance, em substituição a outros recursos frequentemente usados em nosso meio.

O pedido de cadastramento para uso individual deste instrumento deverá ser feito diretamente à Ana Paula Maricato (maricato@ensp.fiocruz.br) , na sala 314, onde poderão ser obtidas também orientações para seu uso.

Lembramos a todos, entretanto que não há parâmetros fixos para a definição de plágio, tendo em vista a diversidade de situações que se apresentam, lembrando finalmente que os trabalhos submetidos à verificação devem ser examinados considerando separadamente os seus componentes tais como introdução, metodologia, resultados, referência, etc. uma vez que a quantidade de coincidências de texto encontradas em cada parte de um trabalho científico, por razões que todos os pesquisadores conhecem bem, será diferente. 

Entrevista sobre o tema

Atuando em colaboração com a Vice-Direção de Ensino, a Vice-Direção de Pesquisa e Inovação vem compartilhando o custeio de serviços de tradução e versão de artigos e materiais necessários à divulgação da produção científica de pesquisadores e alunos da ENSP.

Dada o forte contingenciamento e redução dos recursos dentro e fora dos programas de pós-graduação, algumas regras foram estabelecidas a partir de discussões coletivizadas nos Colegiados da ENSP.

A requisição para este tipo de apoio à produção científica deverá ser feita através de Adália Figueiredo, pelos e-mails afigueiredo@ensp.fiocruz.br e adaliaster@gmail.com.

Os critérios e condições para solicitação deste apoio encontram-se na orientação normativa que pode ser consultada aqui, e também na página do Ensino.

Uma das iniciativas da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, depois acompanhada pela Fiocruz, no sentido de incentivar a publicação em periódicos de acesso aberto foi o pagamento de artigos aceitos através do BIOMEDCENTRAL – BMC, da empresa BioMed Central. The Open Access Journal (www.bmc.com)

Como já tem sido amplamente discutido, a desejada estratégia de acesso aberto ao conhecimento científico não é livre de custos. Publicações em meio físico ou digital implicam em custos de produção e manutenção, custos altos, que em muitos casos, e quando possível, são repassados às instituições acadêmicas como a Fiocruz.

No caso da ENSP o pagamento feito através de contrato, permitiu publicação de 53 artigos, ao longo de alguns anos, resultando em produção científica em diferentes periódicos, para grande satisfação dos colegas.

Com o progressivo desfinanciamento da ENSP, e custos cada vez mais elevados da publicação os contratos, tanto da ENSP, como da Fiocruz, foram suspensos, aguardando-se para um futuro com mais recursos o retorno desta forma de apoio aos pesquisadores.

Um relatório sobre esta ação está disponibilizado aqui, assim como uma apresentação sobre a produtividade da ENSP pelo BMC e um tabela das publicações realizadas no período do financiamento pela ENSP.

 

A Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca vem apoiando a produção científica dos seus pesquisadores através do custeio de artigos aceitos para publicação na Revista de Saúde Pública, periódico de renome nacional na área de Saúde Coletiva, classificado como A2 pelo Qualis da nossa área.

A Revista de Saúde Pública é uma publicação da Universidade de São Paulo.

Artigos aceitos, após a devida confirmação pela Editora devem ser encaminhadas à nossa secretaria, aos cuidados de Cristiane Fernandes. A cada artigo confirmamos a disponibilidade de recursos imediatos para pagamento da publicação, que tramitará a partir daí diretamente através de nossa Secretaria.

Como os recursos para pagamento de artigos estão contingenciados, alertamos os colegas que a cada novo aceite deverá ser reconfirmado pela nossa equipe a disponibilidade de recursos financeiros para o artigo em questão. Embora anteriormente tenha havido limitação a 11 artigos por ano, no modelo atual de apoio não há limite pré estabelecido.